Copel inicia obra de R$ 36,8 milhões para reforçar transmissão em Curitiba e Região

0


A Copel iniciou uma nova obra para reforçar o sistema de transmissão em Curitiba e na Região Metropolitana (RMC). O projeto, orçado em R$ 36,8 milhões, vai aumentar a capacidade de transmissão de energia elétrica de duas importantes linhas que integram o Sistema Interligado Nacional (SIN).

As linhas que serão reformadas operam em alta-tensão (230 mil Volts) e conectam a subestação Pilarzinho, localizada em Curitiba, às subestações Santa Mônica, em Colombo, e Bateias, situada em Campo Largo. “Esses dois circuitos são fundamentais para o atendimento elétrico de toda a RMC”, explica o diretor-geral de Geração e Transmissão, Moacir Carlos Bertol.

“Será realizada a substituição de todos os cabos condutores de eletricidade e haverá reforços nas torres metálicas e fundações. Tudo isso com o objetivo de garantir o fornecimento seguro e constante de energia elétrica nos próximos anos para mais de 840 mil pessoas”, destaca Bertol.

A empreiteira contratada pela Copel para esse projeto já montou o canteiro de obras no município de Campo Magro. A primeira etapa dos trabalhos terá foco na recapacitação da linha entre Bateias e Pilarzinho, com conclusão prevista para fevereiro de 2022. Na sequência, será realizada intervenção semelhante na linha entre as subestações Santa Mônica e Pilarzinho, entre os meses de março de 2022 e maio de 2023.

A modernização dessas linhas de transmissão foi autorizada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), por meio da Resolução nº 8.543, publicada em 21 de janeiro de 2020. Após a conclusão das obras, a Copel terá uma Receita Anual Permitida (RAP) adicional de R$ 4,2 milhões e a concessão dessas linhas será renovada por 29 anos.

Fonte: Agência Estadual de Notícias





Source link

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here