Em Colinas, Maternidade Humberto Coutinho celebra três anos de assistência e um de funcionamento da UTI Neonatal

0


Maria de Lourdes Lopes, diretora geral da unidade (Foto: Divulgação)

Maria Helena nasceu, nesta segunda-feira (27), de parto normal, pesando 3,931 kg e com 50 centímetros de estatura. A mãe, Kátia Almeida Lopes, de 26 anos, é da cidade de Colinas e agradeceu o atendimento da equipe da Maternidade Humberto Coutinho. No mesmo dia, o equipamento da rede da Secretaria de Estado da Saúde (SES) completou três anos de assistência a gestantes e parturientes com mais de 600 mil atendimentos e procedimentos.

“Já cheguei em trabalho de parto e foi bem rápido, foi bem tranquilo”, disse Kátia Almeida Lopes. Entre os atendimentos, a maternidade realizou 615.915 atendimentos gerais. Foram, ao todo, 6.143 partos, 484 cirurgias, 69.119 consultas multidisciplinares, 32.234 consultas multidisciplinares de pacientes internados, 65.142 consultas gerais. Completam os dados, 10.107 diagnósticos de triagem neonatal, 9.194 internações, 272.805 procedimentos de enfermagem e 150.777 serviços de apoio diagnóstico e terapêutico. Os dados foram registrados até a primeira semana de setembro deste ano.

“Essa unidade tem salvado muitas vidas e é fundamental na assistência das gestantes, puérperas e dos bebês. Comemoramos os atendimentos realizados à população com o empenho de cada profissional que atua na unidade, assim como a descentralização e instalação de novos serviços em saúde”, disse o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

Com a celebração dos três anos da Maternidade Humberto Coutinho, segunda-feira (27), autoridades municipais e estaduais participaram da solenidade que teve como marco os serviços assistenciais da maternidade, o primeiro ano de funcionamento da Unidade Neonatal e a assistência a mais de 15 municípios da região.

“É um momento de celebrar. A maternidade foi uma conquista e um avanço para todos. É um trabalho feito com compromisso e amor. Destaco ainda o serviço de tomografia que foi implantado e que já possibilitou mais de 2 mil exames”, falou a diretora-geral da unidade, Maria de Lourdes Lopes.

Também participaram da celebração, o diretor-administrativo da maternidade, Otoniel Damasceno; a coordenadora de enfermagem, Vilmara Noleto; a secretária de Governo de Colinas, Joana Freitas; a secretária municipal de Saúde, Liliane Neves; a vereadora Régia Barroso; do padre Raimundo Luzia; da supervisora administrativa, Ana Luzia, e da representante do escritório do Instituto Acqua no Maranhão, Alana Sousa.

A supervisora de enfermagem da UTI Neonatal, Aline Stefhane Coutinho, 31 anos, compartilhou que nasceu prematura e que hoje atua profissionalmente cuidando da vida de outras crianças na unidade. Ela integra a equipe da maternidade desde 2019 e já foi enfermeira plantonista e também colaborou na pediatria.

“Ter nascido prematura é uma história forte na minha vida. Minha mãe teve hipertensão na gestação e o médico pediu para a família escolher entre mim e ela. Sobrevivemos. E hoje eu tento acolher com muita informação todas as famílias que passam pela mesma situação. Fazer entender que a Unidade de Terapia Intensiva é de cuidados intensivos, que o tratamento é importante para a garantia da vida do bebê”, disse Aline Stefhane.

Paula Assis, diretora-executiva do Instituto Acqua, lembra da importância dos serviços prestados pela unidade e o modelo de administração implementado. “A maternidade é exemplo de qualidade e acolhimento. O Acqua tem, historicamente, o compromisso de atribuir humanização e responsabilidade social em cada iniciativa. Em Colinas levamos o mesmo modelo administrativo eficiente e implementado por nós em outras unidades de saúde. É uma alegria observar o crescimento e as conquistas da Maternidade Humberto Coutinho”, pontua a gestora.

>





Source link

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here