Gama recebe terceira edição do projeto Cidade da Segurança Pública – Agência Brasília

0


A terceira edição da Cidade da Segurança Pública (CSP), projeto que integra o Programa DF Mais Seguro, da Secretaria de Segurança Pública (SSP-DF), será no Gama. O lançamento será na próxima quarta-feira (29), no estacionamento da Biblioteca Pública do Gama, às 11h, com a presença dos chefes e gestores da Segurança Pública do DF.

Haverá reforço do policiamento na região até o próximo domingo (3) e a oferta de serviços e realização de ações sociais seguem até sábado (2). Durante este período, CSP contará com a participação ativa e integrada das forças de segurança – polícias Militar, Civil, Corpo de Bombeiros e Detran-DF – e demais órgãos e instituições parceiras, como a Secretaria de Administração Penitenciária (Seape), com a fiscalização de apenados, do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-DF) e Polícia Rodoviária Federal (PRF), por meio de ações de fiscalização de trânsito.

Um dos objetivos da CSP é também a aproximação com os agentes de segurança que executam as  políticas de segurança | Fotos: Divulgação SSP/DF

Nesta edição, contará, ainda, com atuação das secretarias da Mulher (SM), de Saúde (SES), de Desenvolvimento Social (Sedes), do Trabalho (Setrab), de Justiça (Sejus) e DF Legal; do Banco de Brasília (BRB), Defesa Civil, Serviço de Limpeza Urbana (SLU), Caesb, Administração Regional do Gama e Neoenergia BSB.

“A CSP integra o programa estruturante da Segurança Pública local, que é o DF Mais Seguro, que, com apoio irrestrito do governador Ibaneis, norteará nossas ações até o final de 2022. Por se tratar de um projeto de curta duração, é possível realizar ações pontuais em diferentes regiões administrativas, com resultados relevantes, tanto no que diz respeito à redução dos índices criminais, como na prevenção da criminalidade, por meio de ações e atendimentos sociais”, explica o secretário de Segurança Pública, Júlio Danilo.

A exemplo disso, o titular da pasta conta como foi a última edição da CSP, que ocorreu em Samambaia. “Chegamos a atender quase quatro mil pessoas em nossas ações de prevenção à criminalidade, como visitas ao Museu de Drogas e emissão de carteiras de identidade e de trabalho. Foram inúmeras ações de policiamento, com ações integradas e cerca de trezentas pessoas abordadas em apenas uma das operações, como ocorreu na Quinto Mandamento. Foram dias intensos, mas também de aproximação com a população e com os agentes de Segurança Pública locais, o que torna nosso trabalho ainda mais gratificante”, completa o secretário.

Escolha das regiões

As cidades escolhidas para realização da CSP seguem diferentes critérios, entre eles a estrutura das forças de segurança locais, levantamentos e análises criminais feitas pelos setores de estatística e inteligência, perfil socioeconômico da região e mapeamento de desordens. No caso do Gama outros fatores foram levados em consideração, como  a presença da área rural na extensão da região e a proximidade com o Entorno.

“Serão realizadas ações em microrregiões da cidade, com maior concentração de crimes violentos letais e contra o patrimônio. A atuação ocorrerá de forma integrada e coordenada com participação das forças de segurança pública por meio de ações preventivas e repressivas, aliadas às ações de políticas públicas e sociais, planejadas previamente, para que possamos obter resultados mais efetivos”, explica o secretário executivo de Segurança Pública, Milton Neves.

Para a administradora regional do Gama, Joseane Feitosa, a ação será de extrema importância para a região. “Recebemos a Cidade da Segurança Pública com muita satisfação. Este é um projeto do GDF, realizado por meio da SSP, que tem sido de extrema importância para redução de crimes e prevenção da criminalidade e que mostra, ainda, a capacidade deste governo em trabalhar de forma integrada”.

Mapeamento de desordens

A Unidade de Políticas Públicas (UPP), da SSP/DF, fez a identificação prévia de desordens, como lixo e entulho descartados incorretamente, mato alto e falta de iluminação adequada, e encaminhou para a administração regional a fim de facilitar a eficácia das ações.

Aproximação com a linha de frente

Um dos objetivos da CSP é também a aproximação com os agentes de segurança que executam as  políticas de segurança. “A efetividade de nossas políticas depende também dos profissionais que estão na ponta, que lidam diretamente com a população. Desta forma, é essencial criarmos um canal direto de interlocução com os servidores das forças de segurança locais e nos dias que estivermos no Gama visitaremos  batalhões e delegacias da cidade”, avalia o secretário de Segurança Pública, Júlio Danilo.

Policiamento

Durante a semana serão realizadas ações voltadas para o atendimento ao público, como emissão de carteiras de identidade, visitas ao Museu de Drogas da PCDF, Deam Móvel e palestra com orientações de primeiros socorros

As ações de policiamento serão reforçadas no Gama a partir desta quarta-feira (29) e seguem até o próximo domingo (3). A Polícia Civil reforçará o efetivo das delegacias e realizará ações integradas, entre elas a Operação Delta, com abordagens e identificações de pessoas, além de força-tarefa para cumprimento de mandados de prisão em aberto.

“Além do reforço do efetivo das duas delegacias da região – a 20ª e a 14º DPs – , contaremos, ainda, com o apoio da Diretoria de Operações Especiais (DOE), equipes da Deam Móvel fazendo a orientação do público presente e ações específicas de combate ao tráfico de drogas”, explica o diretor da Divisão de Apoio Logístico e Operacional (Dalop), Paulo Henrique de Almeida.

O Departamento Operacional (DOP), da PMDF, empregará tropas especializadas, como os batalhões de Policiamento com Cães (BPCães), de Aviação (Bavop), de Operações Especiais (Bope), Comando de Policiamento de Trânsito (CPTran), Rondas Ostensivas Táticas Motorizadas (Rotam), Patrulhamento Tático Móvel (Patamo) e Batalhão Rural. As ações serão coordenadas com o 9º Batalhão da PMDF, responsável pela região.

“Até o próximo domingo faremos abordagens pessoais e de condutores, para verificação de mandados de prisão em aberto e alcoolemia. Todas as ações serão somadas às atividades ordinárias do batalhão local, que empregará todo o efetivo nas ações voltadas para CSP. Teremos ações pontuais e coordenadas com base em pontos quentes, ou seja, com grande incidência  de ocorrências criminais, ou seja, com maior incidência criminal, com base em análises de dados produzidos pela SSP/DF e pela corporação”, explica o chefe do DOP, coronel Jorge Eduardo Naime.

DF Livre de Carcaças

A operação DF Livre de Carcaças será realizada na cidade para colaborar com a ação de combate à dengue na região, a partir da retirada de carros abandonados em vias públicas. A previsão é que sejam retiradas dez carcaças da região, de acordo com o mapeamento. Coordenada pela SSP/DF, a operação, que já retirou 793 carcaças do DF, desde que a operação foi lançada, em fevereiro de 2020.

Ações sociais e serviços

Durante a semana serão realizadas ações voltadas para o atendimento ao público, como emissão de carteiras de identidade, visitas ao Museu de Drogas da PCDF, Deam Móvel e palestra com orientações de primeiros socorros. “Serão emitidas 50 carteiras de identidade por dia, entre quarta ( 29) e sábado (2). Além disso, teremos palestras e ações voltadas para prevenção à criminalidade”, explica o subsecretário de Prevenção à Criminalidade, Sávio Ferreira.

A programação inclui, ainda, visitas ao Museu de Drogas (PCDF), exposições e banda de música (CBMDF), palestras do Programa de prevenção à Violência Doméstica e Familiar (PROVID/PMDF) e Prevenção às Drogas e Violência (Proerd/PMDF), ações educativas e serviços do DETRAN, Ônibus da Mulher (SMDF), Posto de Atendimento BRB, emissão de segunda via/religação de energia/cadastro para tarifa social (serviços Neoenergia BSB), consulta ao Sispen, para parente de pessoas privadas de liberdade, testagem sorológica e aferição de pressão e glicemia (SES), isenção de taxa de RG (Sedes) e ações educativas voltadas ao público infantil (Defesa Civi).

A oferta concentrada dos serviços é ressaltada pelo diretor do Detran-DF, Zélio Maia. “O sistema de Segurança Pública leva, por meio de todos os seus órgão integrados, os serviços oferecidos em seus postos de atendimento, de forma concentrada, o que é de extrema importância para a população, pois facilita o acesso”, finaliza.

* Com informações da SSP/DF



Source link