Governo do Estado tem ações estratégicas em todas as cidades paranaenses

0


Investimentos nos 399 municípios e com olhar sustentável para o futuro e a geração de empregos. Essa é uma das principais premissas do Governo do Paraná, que não parou de investir em desenvolvimento urbano e cidades mais conectadas mesmo durante a pandemia provocada pelo novo coronavírus. É o resultado das contribuições dos paranaenses para melhorar as ruas, fundar um novo parque, ver a escola com cara nova e a saúde mais perto de casa.

O maior destaque é para a área da infraestrutura, que é também a que recebe os maiores investimentos do Governo do Estado. O Paraná vê sair do papel obras estratégicas para o desenvolvimento de todas as suas regiões. São mais de R$ 1,9 bilhão em projetos de duplicações, contornos, trincheiras, viadutos e conservações de rodovias, além da construção de 38 novas pontes.

Esse montante inclui, por exemplo, a primeira fase de duplicação da Rodovia dos Minérios (PR-092), entre Curitiba e Almirante Tamandaré, que recebe R$ 90,6 milhões em investimentos do Estado. O trecho de quase cinco quilômetros concentra um dos principais gargalos da estrada, onde há um tráfego intenso de veículos pesados que se soma ao trânsito diário de ônibus e carros que se deslocam à Capital.

A duplicação de um segundo trecho, agora no perímetro urbano de Almirante Tamandaré, também já foi confirmado. O edital de licitação para contratação da empresa que tocará a obra foi lançado na última quarta-feira (22) pelo Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR).

A mesma PR-092, mas no lado oposto – em Siqueira Campos, no Norte Pioneiro – também está sendo duplicada. A obra, que recebe recursos de R$ 42,1 milhões e abrange 4,2 quilômetros de extensão, iniciou em julho e tem prazo de conclusão de 14 meses. É o principal corredor de distribuição da produção local e ligação direta com outras regiões do Paraná e também com São Paulo. Além dela, a pista do aeroporto municipal está sendo modernizada pelo Governo do Estado.

No Litoral, o destaque é para a duplicação da Avenida Juscelino Kubitschek (PR-412), principal via de acesso a Matinhos. O trecho de 2,4 quilômetros de extensão recebe recursos de R$ 34,5 milhões. Além da restauração e implantação de pista dupla na avenida, a obra também prevê a readequação do Canal de Macrodrenagem do Rio da Draga. Já as obras de duplicação da PR-407, na Praia de Leste, no município de Pontal do Paraná, tem investimentos de R$ 13,9 milhões.

As diferentes frentes de trabalho para a duplicação da PR-323, no Noroeste, também são emblemáticas, principalmente para dar mais segurança aos motoristas e moradores. O trecho entre Paiçandu e Doutor Camargo recebeu investimentos de R$ 80 milhões, que se somam a mais R$ 38,3 milhões para levar a obra de Doutor Camargo até o Rio Ivaí.

Além desses dois contratos, outro investimento de R$ 59,3 milhões possibilita a implantação de terceiras faixas de Doutor Camargo a Iporã. Serão 20 pontos em locais críticos da rodovia, totalizando 24 quilômetros. Há também a duplicação do perímetro urbano da rodovia em Umuarama, com a construção de um viaduto no Trevo Gauchão. No Sudoeste, há contornos em Pato Branco e Francisco Beltrão e a revitalização em concreto da PRC-280.

Há, ainda, diversas parcerias com a Itaipu Binacional, convênios que estão tirando do papel projetos emblemáticos, como o Contorno Oeste de Cascavel, a pavimentação da Estrada Boiadeira, em Umuarama, e construção da Ponte de Integração Brasil-Paraguai, a segunda em Foz do Iguaçu ligando ao País vizinho. Além de obras exigidas pelo Estado para execução pelas concessionárias de rodovias.

MOBILIDADE – Também há inúmeras melhorias na mobilidade urbana, dentro dos programas regulares do Estado e do Paraná Mais Cidades, que conta com apoio da Assembleia Legislativa. O Governo do Estado destina recursos para praticamente todos os municípios, com mais de R$ 1,3 bilhão investidos na pavimentação de ruas, iluminação de LED, que é mais moderna e econômica, e na construção de ciclovias e calçadas.

Além da mobilidade, os financiamentos e recursos a fundo perdido da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano permitem aos municípios a construção de uma série de equipamentos públicos e projetos voltados para o desenvolvimento econômico. É o caso de cidades e barracões industriais; novos terminais rodoviáros; integração metropolitana; regularização fundiária e o maior programa habitacional do País, com o Casa Fácil.

Sanepar e Copel, no mesmo compasso, também mantêm no Estado os maiores investimentos das suas histórias.

ESTRADAS RURAIS – As regiões rurais também são beneficiadas com a pavimentação de mais de 800 quilômetros de estradas rurais em cerca de 200 municípios. Os investimentos nessas obras, que ajudam a escoar a rica produção agropecuária do Estado, somam R$ 242 milhões, executados pela Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento.

LAZER – Lazer e preservação ambiental são também prioridades nas cidades paranaenses. Entre 2019 e 2021, 163 unidades do projeto Meu Campinho foram instaladas nos municípios. As áreas para a prática esportiva contam com campo de futebol com grama sintética, parque infantil, academia ao ar livre e pista de caminhada.

Já áreas degradadas nas cidades são revitalizadas e dão lugar a parques arborizados e estruturados abertos à população. Por meio do programa Parques Urbanos, da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável e Turismo, em parceria com o Instituto Água e Terra (IAT), o Estado investe R$ 46,8 milhões para a construção de novos espaços de lazer e preservação ambiental em 46 cidades paranaenses – o primeiro, em Araruna, foi inaugurado na semana passada.

SEGURANÇA – Na segurança, são mais de R$ 260 milhões em 105 obras. São novas delegacias, sedes para os bombeiros, batalhões da Polícia Militar e penitenciárias.

Confira os vídeos de algumas obras:





Source link

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here