Supesp apresenta Sigo em seminário sobre boas práticas de gestão pública

0


A Superintendência de Pesquisa e Estratégia de Segurança Pública (Supesp) apresentará, virtualmente, o Sistema de Georreferenciamento Operacional no Setor de Segurança Pública (Sigo), no Seminário Internacional da Rede de Governos Subnacionais (Rede), que agrega países da América Latina e Caribe. A apresentação será nos dias 30 de setembro e 1º de outubro, às 14 horas.

O convite para o seminário foi impulsionado pela conquista do terceiro lugar, no último mês de maio pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), por meio da Supesp, no VI Prêmio Anual Gestion para Resultados en el Desarollo 2020, na categoria “Monitoramento e Avaliação – Províncias e Estados”.

Para o assessor técnico I da Diretoria de Estratégia e Segurança Pública (Diesp/Supesp), tenente-coronel Ricardo Catanho, participar do seminário é um reconhecimento internacional de um trabalho desenvolvido no segmento da segurança pública. “Servimos de exemplo, de referência e de incentivo para outros servidores em diferentes áreas, além da segurança pública e mostramos que o Ceará tem plena capacidade de fazer produtos com reconhecimento internacional, principalmente no quesito de salvar vidas”, destacou Catanho.

O Sigo auxilia na operacionalização de recursos pelo Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará (CBMCE) e será apresentado no seminário pelos idealizadores, o tenente-coronel Ricardo Rodrigues Catanho de Sena e o geógrafo Flávio Nascimento Moreira Júnior, como parte do painel “Boas Práticas de Planejamento e Gestão Pública de Governos Subnacionais na América Latina e Caribe: casos destacados do Prêmio GfRD 2020”.

Barato e eficiente

Segundo Catanho, o Sigo teve custo zero e nos últimos dois anos tem ajudado efetivamente o Corpo de Bombeiros do Ceará na rapidez nos atendimentos das ocorrências, aumentando a precisão de localização em 100%. “Antes não havia referência com geolocalização dos hidrantes, nem tampouco uma rota já predefinida até o local da ocorrência. Com a utilização do Sigo, chegamos mais rápido ao local para evitar maior combustão, diminuindo o poder de destruição do fogo e aumentando nossas chances de salvar vidas. Vale destacar que todos os profissionais do Corpo de Bombeiros estão treinados para utilizar o Sigo”, afirmou Catanho.

Referência

A Supesp desenvolve várias ferramentas tecnológicas que chamam atenção de órgãos de segurança pública de outros estados. No último mês de agosto, a Supesp recebeu uma comitiva do estado do Pará. Na ocasião, foi mostrada a aplicação do Sigo, que está se modernizando com o desenvolvimento da versão 2.0.

“No seminário, seremos o único representante do Brasil na modalidade em que fomos premiados. Vamos mostrar que o Sigo está em pleno funcionamento e que resultados ele tem trazido para a segurança pública do Ceará”, concluiu Catanho.

O Sigo
O Sigo, que foi desenvolvido em 2019, é de uso intuitivo e permite que operadores da Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops) da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) elaborem rotas que sejam utilizadas pelas equipes do Corpo de Bombeiros com base no mapeamento dos hidrantes na região de uma ocorrência.

Além do mapeamento dos recursos disponíveis para auxiliar no combate aos incêndios, o sistema disponibiliza informações como dimensionamento de vias e atualizações em tempo real do fluxo de trânsito na região e otimiza, assim, o deslocamento pelas equipes do CBMCE. O dimensionamento das vias também possibilita a utilização da viatura mais adequada para o atendimento de uma determinada ocorrência.





Source link

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here