CEO da Microsoft sobre Trump forçar venda do TikTok: ‘Foi a coisa mais estranha’

0


Divulgação

Satya Nadella, CEO da Microsoft

Satya Nadella, CEO da Microsoft, disse que as negociações entre a empresa e o TikTok, forçadas pelo então presidente dos Estados Unidos Donald Trump, no ano passado, foram “a coisa mais estranha” em que já trabalhou.

Em 2020, a relação entre TikTok e governo Trump se tornou uma história digna de enredo de novela. Sem provas, o então presidente acusava a companhia chinesa de ser uma ameaça de segurança nacional, coletando dados dos usuários norte-americanos.

Para permanecer funcionando no país, então, a ByteDance, dona do TikTok, foi obrigada a vender o aplicativo para uma empresa dos EUA. Depois de meses de batalha, o governo Trump desistiu de banir a rede social, que foi completamente liberada pela entrada do presidente Jor Biden. Relembre o caso completo neste link.

Nesta segunda-feira (27), na Code Conference, o CEO da Microsoft comentou o caso. Nadella conta que, inicialmente, “ficou meio intrigado” com a proposta do TikTok. “E, então, acho que o resto é história”, disse ele. Pressionado pela jornalista Kara Swisher, o executivo continuou com a história.

“O TikTok veio até nós, não fomos até o TikTok”, disse. Ele afirmou que a plataforma estava procurando um parceiro nos EUA para ajudar com “essas questões de segurança sobre as quais ouvimos falar”.

O CEO da Microsoft conta que acho que o negócio seria interessante para sua empresa, já que o TikTok é uma rede social baseada na nuvem e que alavanca a inteligência artificial, grandes focos da Microsoft. “É um produto interessante”, declarou.

Do outro lado, Nadella acredita que a Microsoft também teria sido um parceiro interessante para o TikTok, já que tem um trabalho estabelecido em “investimentos em mídia social, em particular o que estamos fazendo em moderação de conteúdo e segurança infantil”. Esses aspectos, somados ao fato de que a empresa é norte-americana, seriam o suficiente para fazer com que a gestão Trump amenizasse os ataques ao TikTok.

Em setembro, o TikTok recusou fechar negócio com a Microsoft e começou as negociações com a Oracle. No fim das contas, o governo Trump recuou e a ByteDance não estabeleceu nenhuma parceria local. Para Nadella, esse foi um período bastante confuso.

“Houve um período em que pensei que [o governo dos EUA] tinha um conjunto específico de requisitos, mas ele simplesmente desapareceu”, disse o executivo. “Acho que o presidente Trump tinha um ponto de vista específico sobre o que estava tentando fazer, e então simplesmente desistiu”, completou.

Perguntado se gostaria de comprar o TikTok atualmente, Nadella foi direto: “Não”. “Estou feliz com o que tenho”, comentou.





Source link