Emater-MG conquista prêmio por treinamento via Educação a Distância

0


Divulgação / Emater-MG

Uma equipe da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG) conquistou o 2º lugar, na categoria “relato de experiências e boas práticas”, no 10º Prêmio Chico e-Cidadania. O trabalho “O EaD e a capacitação na gestão pública em época de pandemia: a economicidade no treinamento dos profissionais em uma empresa pública” se destacou na temática especial “Gasto público e custos em tempos de enfrentamento da Covid-19 e no pós-crise”.

EaD é a sigla usada para Educação a Distância. O projeto traz um relato da experiência do curso de formação técnica/administrativa promovido pela Comissão de Pré-Serviço da Emater-MG, em 2020 e 2021.

“Muitos profissionais estavam deixando a empresa pelo Plano de Demissão Voluntária, então era fundamental preparar a entrada dos novos funcionários concursados para garantir a reposição dos trabalhadores. Mas, por causa da pandemia, pela primeira vez nos 73 anos da empresa, a capacitação teve de ser on-line, o que foi um grande desafio”, conta o coordenador técnico estadual da Emater-MG e presidente da Comissão de Pré-Serviço,, Carlos Alberto Souza.

O ineditismo do momento exigiu um alto grau de planejamento e organização da equipe. “Antes de capacitar os novos colegas para assumir seus cargos, foi necessário um treinamento dos próprios instrutores para se adaptar às ferramentas do EaD”, lembra o coordenador. O curso foi pensado e elaborado para abranger todas as áreas de conhecimento essenciais para que os novos funcionários pudessem entender a dinâmica da empresa, tanto no serviço de campo, quanto no escritório.

Para o desenvolvimento do conteúdo foram feitas atividades síncronas (plataforma Zoom) e assíncronas (via ambiente Moodle). Até o momento, seis turmas já passaram pelo treinamento, com um total de 200 novos funcionários treinados.

Economia

Apesar das dificuldades impostas inicialmente, o treinamento virtual revelou muitas vantagens. Como a Emater-MG está espalhada por todo o estado, com escritórios em 798 municípios, o curso on-line evitou uma grande movimentação de profissionais em Minas, tornando o processo mais rápido, prático e barato.

Segundo Carlos Alberto, dados levantados até a quarta turma, mostram que a projeção de custos do Pré-Serviço, feita a partir da experiência passada, era de cerca de R$ 743 mil, mas o gasto efetivo foi de R$ 209,8 mil. Uma economia de mais de R$533 mil, ou seja, de 72% do previsto. “A capacitação do Pré-Serviço foi um exemplo positivo de aplicação dos princípios da boa gestão pública”, afirma o coordenador.

Prêmio

O trabalho da Emater-MG será apresentado durante o XI Congresso Internacional de Contabilidade, Custos e Qualidade do Gasto no Setor Público, em 8/10, no painel: Premiação Prêmio Chico e-Cidadania, às 9h. O evento propõe o diálogo entre governos e sociedade na busca de estratégias para a melhoria da qualidade nos gastos públicos.

O prêmio Chico e-Cidadania abrange três categorias: “Estudantes de graduação”, “Profissionais” e “Relato de experiências e boas práticas”, nas áreas de governança, controladoria, controles internos, gestão de riscos, governo eletrônico, governo aberto, inovação, finanças públicas, contabilidade, informação de custos e qualidade do gasto no setor público.

O projeto premiado da empresatem como autores: Alinne Freitas Frade Drumond, Clarissa Ferreira de Souza, Débora Maria de Oliveira, José Aloízio Nery, Marcus Alexandre de Campos Gontijo, Maria Helena Alves da Silva, Marinalva Olivia Martins Soares, Samantha Viviane Barbosa e Carlos Alberto de Souza.





Source link

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here