GDF entrega termo de uso a instituições na Vila Planalto – Agência Brasília

0


O governador Ibaneis Rocha entrega para o uso da população da Vila Planalto o que é dela por direito, garantindo estabilidade jurídica para a realização dos trabalhos tão importantes dessas entidades”Vice-governador Paco Britto

A comunidade da Vila Planalto comemorou, na tarde desta quarta-feira (29), a conquista do Termo de Cessão de Uso de duas das cinco construções antigas que compõem a área conhecida como Conjunto Fazendinha. Os documentos, com validade de 30 anos, permitem que a Associação de Mães, Pais, Amigos e Reabilitadores de Excepcionais (Ampare) e a Mitra Arquidiocesana de Brasília continuem funcionando e desenvolvendo suas ações no local.

“Hoje, nós entregamos mais que documentos, mas escrevemos mais um capítulo da história da nossa Capital”, disse o vice-governador Paco Britto. “O governador Ibaneis Rocha, mais uma vez, em um ato que muitos que passaram pelo governo antes não fizeram, entrega para o uso da população da Vila Planalto o que é dela por direito, garantindo estabilidade jurídica para a realização dos trabalhos tão importantes dessas entidades”, completou.

Por cerca de 30 anos, tanto a Paróquia Nossa Senhora do Rosário de Pompéia – que compõe a Mitra -, quanto a Ampare, funcionam na área de 14 mil metros quadrados. Para garantir a continuidade da prestação de serviços e estimular a preservação do patrimônio, o Termo de Cessão de Uso assegura as atividades de ambas as instituições, que têm íntima ligação com a comunidade.

Com o Termo de Cessão de Uso, a Ampare fica autorizada a usar o espaço de 6.213,02m² do Conjunto Fazendinha, e a Mitra Arquidiocesana, outros 7.749,35m² no mesmo local | Foto: Vinicius de Melo Agência Brasilia

“São 30 anos de atuação e prestação de serviço à comunidade e hoje nós estamos aqui outorgando documento para os próximos 30 anos”, frisou o secretário de desenvolvimento Urbano e Habitação, Mateus Oliveira. “São 60 anos de serviços sendo celebrados aqui, atendendo pedidos da própria população que cobrava por isso”, finalizou.

Conforme lembrou a administradora de Brasília, Ilka Teodoro, “mais uma etapa de um trabalho importante que vem sendo desenvolvido pelo governo em prol da área. Muito importante para o trabalho humanitário e social que a igreja e a Ampare desenvolvem”, destacou.

“São 28 anos acolhendo crianças e adolescentes e temos a certeza que vamos dar continuidade aos nossos trabalhos que fazemos com tanto amor”Maíza Gomes, presidente da Ampare

Para a moradora da Vila Planalto e líder comunitária da cidade, Leiliane Rebouças, o Conjunto Fazendinha – um espaço histórico, datado da construção de Brasília – abriga as últimas cinco construções originais de madeira da capital e também as duas instituições que são tão importantes para a população da Vila Planalto. “Um espaço importante para nossa identidade como acampamento pioneiro da construção de Brasília”, ponderou.

História e obras sociais

Com o Termo de Cessão de Uso, a Ampare fica autorizada a usar o espaço de 6.213,02m² do Conjunto Fazendinha, e a Mitra Arquidiocesana, outros 7.749,35m² no mesmo local. A Vila Planalto é Patrimônio Cultural do Distrito Federal, e ainda reconhecido como Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco. O Conjunto Fazendinha é a única área de preservação rigorosa da região.

Criada em 1994, a Ampare oferecer moradia para crianças e adolescentes com deficiência intelectual ou múltiplas, que foram privadas de convivência familiar, por motivos de abandono ou negligência.

A administradora de Brasília, Ilka Teodoro, ressaltou: “Mais uma etapa de um trabalho importante que vem sendo desenvolvido pelo governo em prol da área”

“São 28 anos acolhendo crianças e adolescentes e temos a certeza que vamos dar continuidade aos nossos trabalhos que fazemos com tanto amor”, afirmou a presidente da instituição, Maíza Gomes. Para o padre Edilson, pároco da igreja Nossa Senhora do Rosário de Pompéia, a área não apenas abriga a paróquia em si, mas todos os serviços sociais prestados por ela.

“Distribuímos cestas básicas regularmente para 40 famílias e todos os sábados, as pessoas mais carentes vêm para receberem a sopa. Estarei sempre ao lado da comunidade e dedicado aos objetivos dela, como era o de manter a igreja neste local”, assegurou.

Para o arcebispo de Brasília, dom Paulo Cezar, a entrega dos documentos às instituições mostra a “verdadeira laicidade do Estado. Permite que esses valores que são importantes para a sociedade possam sustentar a esperança e o dia a dia das pessoas e que as obras sociais possam continuar”, disse.



Source link

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here