Flávio Dino participa do lançamento de livro em homenagem a Paulo Freire

0


Flávio Dino foi um dos participantes da videoconferência que marcou o lançamento do livro 'Testamento da presença de Paulo Freire: o educador brasileiro' (Foto: Brunno Carvalho)
Flávio Dino foi um dos participantes da videoconferência que marcou o lançamento do livro ‘Testamento da presença de Paulo Freire: o educador brasileiro’ (Foto: Brunno Carvalho)

O governador Flávio Dino foi um dos participantes da videoconferência que marcou o lançamento do livro ‘Testamento da presença de Paulo Freire: o educador brasileiro’, de autoria da viúva do pedagogo, Ana Maria Araújo Freire, a Nita, como é mais conhecida. A live de lançamento da obra foi transmitida nesta quinta-feira (30), no canal da Livraria Travessa no YouTube.

Além da educadora Nita Freire e do governador do Maranhão, também participaram da live o diplomata e ex-ministro de Relações Exteriores do Brasil, Celso Amorim e a editora-executiva da Paz & Terra e responsável pela publicação da obra, Livia Vianna.

Aglutinando o depoimento de intelectuais e personalidades cientificas, ‘Testamento da presença de Paulo Freire’ mostra como a presença do patrono da educação brasileira foi e ainda é fundamental para a educação, a pedagogia e principalmente para a democracia no Brasil.

No livro, Nita Freire reúne personalidades que ajudam a reconstituir o convívio com o grande professor. Intelectuais renomados como Noam Chomsky ajudam a dimensionar a obra freireana e sua relevância planetária, e políticos influentes, como o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, mostram como o pensamento de Paulo Freire é fundamental para a construção da democracia nacional.

A obra é uma das homenagens em alusão ao centenário de Paulo Freire, celebrado no último dia 19 de setembro, data do aniversário do educador.

“Esse é, na verdade, o terceiro livro que eu pensei, projetei, pelos 100 anos de Paulo. Já há um ano venho trabalhando com isso. Agradeço a Flávio Dino e Celso Amorim, dois importantes homens do Brasil, que colaboraram com esse terceiro livro”, sublinhou Nita Freire.

O ex-ministro Celso Amorim destacou o impacto racional do legado de Paulo Freire, educador que defendia o papel político da educação na formação do indivíduo.

“Ele vê que a alfabetização não é só o processo técnico, que é importante, claro, para você viver o mundo, mas é também a pessoa entender-se no mundo, a situação em que ele vive. Essa ideia de que a educação não é apenas para dar um instrumento, mas para mostrar para a pessoa qual o seu lugar no mundo”, frisou Celso Amorim.

Paulo Freire e o Escola Digna

Em parceria com o secretário de Estado da Educação (Seduc), Felipe Camarão, Flávio Dino assina o texto “Paulo Freire e o programa Escola Digna: palavras para o nosso tempo”, um dos depoimentos presentes na obra organizada por Nita Freire.

O Programa Escola Digna é uma macropolítica de educação do Governo do Maranhão que tem por finalidade institucionalizar eixos estruturantes que subsidiam teórica, política e pedagogicamente as ações educativas. Por meio da estratégia, ao longo dos seis anos de gestão do governador Flávio Dino, já foram entregues mais de 1.100 obras educacionais em todo o Maranhão.

O governador assina o texto “Paulo Freire e o programa Escola Digna: palavras para o nosso tempo”, um dos depoimentos presentes na obra (Foto: Brunno Carvalho)

“Nós implantamos esse programa Escola Digna e havia, inicialmente, uma vertente muito forte no que diz respeito à dimensão infraestrutural, mas evidentemente nunca foi só isso. A professora veio ao Maranhão, conheceu essa experiência, e muito generosamente doou à nossa Biblioteca Benedito Leite a obra completa de Paulo Freire. O que nós vimos nesse período em que governamos o Maranhão é a vitalidade, capacidade e atualidade que os escritos de Paulo Freire têm de influenciar a prática pedagógica. O Paulo Freire fala para o nosso tempo”, pontuou o governador.

Dino disse que sua participação como coautor do livro é uma homenagem a toda uma geração, que como ele “iniciou a vida adulta na transição entre ditadura e democracia” e teve na figura de Paulo Freire um ícone de resistência contra o regime autoritário.

“Nós conhecemos o Paulo Freire como uma referência contra a ditadura militar, como uma pessoa perseguida pela ditadura, pelas suas ideias, pela sua obra, pela sua militância que se reincorporava ao Brasil nos anos 80, exatamente quando eu começo a minha atuação política”, lembrou Flávio Dino.

Sobre a autora

Ana Maria Araújo Freire (Nita) nasceu em Recife (PE), em 13 de novembro de 1933. Filha de educadores, casou-se em 1988, em segundas núpcias, com Paulo Freire. É mestre e doutora em Educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC/SP). Entre seus livros individuais publicados no Brasil, estão: “Paulo Freire: uma história de vida”, “Nita e Paulo: crônicas de amor”, “Analfabetismo no Brasil”, entre outras.

>





Source link

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here