Prefeitura lança Olimpíada de Matemática com quase 10 mil alunos inscritos em Maceió

0


Mais uma iniciativa da Educação tem como proposta incentivar o aprendizado e ampliar o conhecimento dos alunos que gostam de matemática

A Prefeitura de Maceió lançou, nesta segunda-feira (4), a primeira edição da Olimpíada de Matemática de Maceió (OM²), programa que irá contemplar alunos do 1º ao 9º ano do Ensino Fundamental matriculados na Rede Municipal de Ensino.

Na ocasião, o vice-prefeito de Maceió, Ronaldo Lessa, falou da importância da iniciativa. “Costumamos tratar a matemática como um fantasma e precisamos desmistificar isso. É por essa razão que destaco a importância deste evento hoje. A matemática é fundamental e transformadora e precisamos passar isso para a nossa juventude”, pontuou Ronaldo Lessa.

Vice-prefeito de Maceió, Ronaldo Lessa ressaltou o importância da ação para trajetória estudantil de alunos da Rede. Foto: Leonardo André / Ascom Semed

O secretário Municipal de Educação, Elder Maia, destacou a grande aceitação da OM² entre os alunos da rede de ensino. Com 9.492 mil estudantes de 30 escolas da Rede Municipal inscritos, a adesão superou as expectativas previamente estimadas pela Secretaria Municipal de Educação (Semed).

“Tivemos uma adesão significativa e muito importante entre os estudantes e com uma premiação extremamente importante vamos incentivar uma competição saudável, do bom aprendizado e da prática da matemática, que é um dos componentes curriculares mais importantes da trajetória educacional dos estudantes”, ressaltou Elder Maia.

Elder Maia, secretário de Educação falou da grande adesão da OM² entre os estudantes. Foto: Luan Oliveira/ Ascom Semed

Sob a perspectiva de desmistificar a dificuldade que muitos estudantes costumam ter, a Olimpíada de Matemática busca, também, ensejar a cultura da prática da disciplina entre os estudantes. Esdras Santos, aluno do 9º ano da Escola Municipal Doutor Pompeu Sarmento, se inscreveu na competição por vontade própria e já pensa no futuro.

Esdras Santos, aluno da Escola Municipal Doutor Pompeu Sarmento, se inscreveu na OM² com boas expectativas. Foto: Luan Oliveira / Ascom Semed

“Eu busquei me inscrever na Olimpíada por gostar muito de matemática. Espero dar o meu máximo na prova pra ver como está meu desempenho da disciplina. A competição vai ajudar a abrir a minha mente para no futuro eu conseguir resolver questões em concursos públicos e faculdades, é apenas o início”, disse o aluno.

Para Juliane Medeiros, coordenadora geral do Ensino Fundamental e coordenadora da Olimpíada de Matemática, o programa deve funcionar como método para incentivar os estudantes. “Esta ação é uma estratégia para motivar o ensino da matemática com qualidade em nossa rede e consolidar o processo de ensino e aprendizagem em que os conhecimentos matemáticos são de grande importância na formação das competências gerais dos estudantes”, afirmou.

Josealdo Tonholo, reitor da Universidade Federal de Alagoas (UFAL) esteve no evento e também ressaltou a importância de combater a rejeição dos estudantes com a matemática. “Essa ação é uma forma lúdica de quebrar essa restrição dos alunos à matemática e começar a entender a importância da disciplina no conhecimento das outras ciências e também no seu dia a dia”, disse.

Para o professor de matemática da Escola Municipal Doutor Pompeu Sarmento, Geraldo Ferreira, que participou do comitê elaborador da prova da OM², essa ação é apenas o início de uma longa trajetória na vida dos estudantes.

“A olimpíada é o resultado de um conjunto de ações, onde a prova vai mostrar o resultado do que foi aprendido pelo aluno dentro de sala de aula. Tenho muito orgulho em ver o lançamento deste projeto porque sabemos que é uma semente plantada que resultar em uma grande floresta”.

Pâmela de Oliveira (estagiária) / Ascom Semed





Source link

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here